Caracterização dos módulos elásticos de cerâmicas e de refratários

Com os Sistemas Sonelastic® a fragilidade dos materiais cerâmicos e a presença de agregados nos refratários não são obstáculos para a caracterização dos módulos elásticos. A Técnica empregada pelos Sistemas Sonelastic® não aplica cargas estáticas, apenas uma leve excitação mecânica para induzir uma vibração de baixa amplitude.

Amostras de refratários e cerâmicas técnicas
Amostras de refratários e cerâmicas técnicas prontas para serem testadas pelos Sistemas Sonelastic® .

Os Sistemas Sonelastic® empregam a Técnica de Excitação por Impulso para a caracterização precisa e não-destrutiva dos módulos elásticos (E, G e coeficiente de Poisson) e do amortecimento de materiais, e estão de acordo com as normas ASTM E1876, C1259 e C1548. A caracterização do amortecimento e dos módulos elásticos revela informações sobre a presença e a evolução de trincas, micro trincas e defeitos no material, bem como sobre transformações de fase, processos de cura e de secagem.

Amostra de cerâmica no suporte SB-AP
Amostra de cerâmica técnica no suporte SB-AP.

Aplicações específicas

Os Sistemas Sonelastic® possuem uma ampla gama de aplicações no controle de qualidade e no desenvolvimento e de materiais cerâmicos e refratários:
- Projeto e acompanhamento do ciclo de queima.
- Controle de qualidade pós-queima.
- Detecção de delaminação, trincas, de microtrincas.
- Estudo de processos de oxidação, corrosão e coqueificação.
- Avaliação da resistência ao dano e do dano por choque térmico.
- Refinamento de simulações pelo método de elementos finitos.

    Os Sistemas Sonelastic® são adequados para testar:

  • - Cerâmicas técnicas.
  • - Cerâmicas eletrônicas.
  • - Cerâmicas tradicionais (telhas, tijolos e cerâmica branca).
  • - Revestimentos (pisos).
  • - Louças sanitárias e porcelanas.
  • - Refratários conformados:
    • De alta alumina (alumina eletrofundida e tabular).
    • Aluminosos (alumina-cromo, alumina-carbono e alumina-espinélio).
    • Antiácidos e isolantes.
    • Magnesianos (magnésia-carbono, magnésia-cromo e magnésia-espinélio).
    • De mulita e mulita-zircônia.
    • Quimicamente ligados.
    • Silico-aluminosos / silicosos.
  • - Concretos refratários não-formados:
    • Argamassas secas / úmidas.
    • Autoescoantes / vibráveis.
    • Sem cimento / de baixo cimento.
    • De pega cerâmica / fosfática.
    • De projeção / socar / para projeção.
    • Isolantes.

    A resistência a danos por choque térmico é uma característica importante dos refratários uma vez que determina seu desempenho e vida útil em várias aplicações. O uso de técnicas mais sensíveis e não-destrutivas para a avaliação do dano é altamente desejável por facilitar o desenvolvimento e o controle de qualidade desses materiais.

Acompanhamento e otimização de ciclos de queima empregando o Forno Instrumentado HT1200AC.

Alguns exemplos de clientes e aplicações dos Sistemas Sonelastic®

GEMM/DEMa /UFSCar

Avaliação do dano por choque térmico e estudo do ciclo queima de concretos refratários.

SAINT-GOBAIN

Controle de qualidade de materiais refratários.

DEM/EESC /USP

Desenvolvimento de cerâmicas porosas de alumina.

CECS/UFABC

Caracterização de materiais cerâmicos para o refinamento de modelos e simulações.

IPqM – Instituto de Pesquisas da Marinha Brasileira

Caracterização dos módulos de elasticidade de cerâmicas eletrônicas.

INTEMA/CNICET/UNMDP (Argentina)

Avaliação do dano por choque térmico em materiais refratários.

CerTec/UNACET/UNESC

Desenvolvimento e caracterização de cerâmicas técnicas, revestimentos cerâmicos e cerâmica vermelha.

DEMAT/UFRGS

Desenvolvimento e caracterização de materiais cerâmicos e refratários.

UNAL (Universidad Nacional de Colombia)

Desenvolvimento e caracterização de materiais cerâmicos

Alguns exemplos de publicações e trabalhos que empregaram os Sistemas Sonelastic®

P. Faust Gouveia, L.M. Schabbach, J.C.M. Souza, B. Henriques, J.A. Labrincha, F.S. Silva, M.C. Fredel, J. Mesquita-Guimarães. New perspectives for recycling dental zirconia waste resulting from CAD/CAM manufacturing process. Journal of Cleaner Production, Volume 152, 20 May 2017, Pages 454-463. ISSN 0959-6526, https://doi.org/10.1016/j.jclepro.2017.03.117

Minatto, F. D., Alexandre, E. da S., Noni Jr., A. De, & Montedo, O. R. K.. (2017). Estudo de composições cerâmicas à base de alumina e vitrocerâmico do sistema LZSA para obtenção de estruturas multicamadas por tape casting. Cerâmica, 63(366), 178-186. https://dx.doi.org/10.1590/0366-69132017633662098

Rafael Salomão, Leandro Fernandes. Porous co-continuous mullite structures obtained from sintered aluminum hydroxide and synthetic amorphous silica. Journal of the European Ceramic Society, Volume 37, Issue 8, July 2017, Pages 2849-2856. ISSN 0955-2219. https://doi.org/10.1016/j.jeurceramsoc.2017.03.017

Vanesa Muñoz, Analía G. Tomba Martinez. Factors controlling the mechanical behavior of alumina–magnesia–carbon refractories in air. Ceramics International, Volume 42, Issue 9, 2016, Pages 11150-11160. ISSN 0272-8842. http://dx.doi.org/10.1016/j.ceramint.2016.04.021

J. Jiusti, E.H. Kammer, L. Neckel, N.J. Lóh, W. Trindade, A.O. Silva, O.R.K. Montedo, A. De Noni Jr., Ballistic performance of Al2O3 mosaic armors with gap-filling materials. Ceramics International, Volume 43, Issue 2, 1 February 2017, Pages 2697-2704. ISSN 0272-8842. https://doi.org/10.1016/j.ceramint.2016.11.087

Salomão, Rafael; Souza, A. D. V.; Cardoso, P. H. L.. A comparison between Al(OH)3 and Mg(OH)2 as inorganic porogenic agents for alumina. Interceram, v. 64, p. 193-199, 2015.

A.D.V. Souza, L.L. Sousa, L. Fernandes, P.H.L. Cardoso, Rafael Salomão. AlO–Al(OH)-Based castable porous structures. Journal of the European Ceramic Society, Volume 35, Issue 6, 2015, Pages 1943-1954. ISSN 0955-2219. http://dx.doi.org/10.1016/j.jeurceramsoc.2015.01.003

Lucíola L. Sousa, Adriane D.V. Souza, Leandro Fernandes, Vera L. Arantes, Rafael Salomão. Development of densification-resistant castable porous structures from mullite. Ceramics International, Volume 41, Issue 8, 2015, Pages 9443-9454. ISSN 0272-8842. http://dx.doi.org/10.1016/j.ceramint.2015.03.328

Rafaela L.P. Santos, Filipe S. Silva, Rubens M. Nascimento, Fabiana V. Motta, Júlio C.M. Souza, Bruno Henriques, On the mechanical properties and microstructure of zirconia-reinforced feldspar-based porcelain. Ceramics International, Volume 42, Issue 12, 2016, Pages 14214-14221. ISSN 0272-8842. http://dx.doi.org/10.1016/j.ceramint.2016.05.195

Pereira, A. H. A., Fortes, G. M., Schickle, B., Tonnesen, T., Musolino, B., Maciel, C. D., & Rodrigues, J. A.. Correlation between changes in mechanical strength and damping of a high alumina refractory castable progressively damaged by thermal shock. Cerâmica. 2010, vol.56, n.339, pp.311-314. ISSN 0366-6913. http://dx.doi.org/10.1590/S0366-69132010000300016

Pereira, A.H.A.; Nascimento, A. R. C.; Exposito, C. C. D.; Martins, L. T.; Tonnesen, T.; Rodrigues, J. A.. Elastic moduli, damping and modulus of rupture changes in a high alumina refractory castable due to different types of thermal shock. Boletín de la Soc. Española de Cerámica y Vidrio, v. 51, p. 151-156, 2012. eISSN 2173-0431. http://dx.doi.org/10.3989/cyv.222012

Cabrelon, M. D., Pereira, A. H. A., Medeiros, J., Toledo-Filho, R. D., & Rodrigues, J. A.. Efeito do tempo de exposição a uma atmosfera coqueificante na microestrutura e nas propriedades de um concreto refratário usado na indústria petroquímica. Cerâmica. 2012, vol.58, n.346, pp.195-204. ISSN 0366-6913. http://dx.doi.org/10.1590/S0366-69132012000200009

Pereira, A. H. A., Miyaji, D. Y., Cabrelon, M. D., Medeiros, J., & Rodrigues, J. A.. (2014). A study about the contribution of the α-β phase transition of quartz to thermal cycle damage of a refractory used in fluidized catalytic cracking units. Cerâmica, 60(355), 449-456. https://dx.doi.org/10.1590/S0366-69132014000300019

Salomão, Rafael; Kawamura, M.A.; Souza, A.D.V.; Sakihama, J. Hydratable Alumina-Bonded Suspensions: Evolution of Microstructure and Physical Properties During First Heating. Interceram REFRACTORIES, Refractories Manual 2017, page 025.


Saiba mais sobre os Sistemas Sonelastic® :
Sistema Sonelastic® para amostras de pequeno porte
Sistema Sonelastic® para amostras de médio porte
Sistema Sonelastic® para amostras de grande porte
Sistema Sonelastic® customizado e orçamento

Sistemas Sonelastic® no ICC7 - International Congress on Ceramics

ICC7

Agradecemos aos participantes do ICC7 e 62° CBC pela visita ao nosso estande para conhecer os Sistemas Sonelastic®. O ICC7 ocorreu em Foz do Iguaçu entre os dias 17 e 21 de junho de 2018.

Catálogo Sonelastic®

Catálogo Sonolastic®

Catálogo técnico dos Sistemas Sonelastic®.

Folder do Sonelastic®

Folder Sonelastic

Os Sistemas Sonelastic® são instrumentos modulares e customizáveis para caracterização precisa, rápida e não-destrutiva dos módulos elásticos e do amortecimento de materiais empregando a Técnica de Excitação por Impulso.